airbnb

15 lições que o site Airbnb ensina a todos os hotéis e pousadas

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Só de ler o nome Airbnb, bate aquele desespero e você começa a pensar em quantos hóspedes já deixou de receber desde que esse serviço se popularizou? Fique tranquilo!

Hoje, você compreenderá que o site Airbnb pode ter muito mais a ensinar do que a prejudicar.

Foco na experiência, acomodações que cabem no bolso, reservas totalmente online e procedimentos seguros. Essas são apenas algumas das características que justificam o fato de o mercado brasileiro já representar o quarto maior market share da empresa, de acordo com o estudo da Boston University.

Mas como reverter esse cenário e impedir que seu hotel ou pousada sofra com os impactos dessa tendência que veio para ficar?

Leia este artigo até o fim e aprenda como tornar sua empresa tão desejada pelos hóspedes quanto o site Airbnb. Confira!

15 lições para aprender com o Airbnb

Se ainda não está familiarizado com a proposta desse site, eu explico a você!

O Airbnb é um serviço online que possui características de rede social, uma vez que conecta turistas do mundo todo a donos de imóveis de 190 países.

Assim, o usuário pode se hospedar na casa de moradores locais, em acomodações que atendam às suas necessidades.

Até aí nada de mais, certo?!

O segredo para o sucesso do serviço online está em seu amplo menu de opções, que permite a você encontrar um local para se hospedar mesmo com pouco dinheiro.

Por isso, é hora de começar a ver o site Airbnb como um aliado. Uma fonte de boas ideias para aprimorar seu serviço, fortalecer seu negócio e fidelizar clientes.

Então, confira agora as 15 lições que todo hotel e pousada precisa aprender com o Airbnb, se não quiser ficar para trás:

1 – A concorrência é saudável

Não vamos negar que o Airbnb é um forte concorrente.

Mas como em toda relação de competição, essa pode ser uma oportunidade para você aprender com um modelo de negócio bem-sucedido.

Uma vez que a experiência proporcionada pelo site agrada aos usuários e os tornam mais exigentes, é preciso que você identifique os pontos a melhorar da sua empresa e aplique essas mudanças.

Afinal, com a concorrência hoteleira acirrada você não quer ficar para trás, certo?!

Além disso, refletir sobre o que faz do Airbnb um sucesso pode ajudá-lo a ter boas ideias, criar diferenciais para seu negócio e atrair hóspedes.

2 – Experiência é o que o seu hóspede deseja

Em 2014, fui conhecer à Argentina e reservei minha hospedagem pelo Airbnb.

Como amo planejar viagens, cheguei ao destino já com um roteiro detalhado em mãos. Sabia quais eram as atrações, restaurantes, meios de transporte e estabelecimentos próximos ao endereço que residiria por alguns dias.

No entanto, quando entrei no apartamento da minha anfitriã me deparei com um roteiro turístico de cortesia.

Um registro simples, escrito em uma folha de caderno mesmo, com dicas de lugares que fugiam do óbvio.

Deixei meu extenso roteiro de lado e vivi uma experiência incrível em Buenos Aires, a partir da percepção de um morador local.

O que eu quero dizer com isso?

Proporcione boas experiências aos seus hóspedes!

Por mais simples que sejam, elas têm o poder de encantar e fidelizar, pois as pessoas não
esquecem o que vivenciam.

argentina-trip

3 – Gestão de conteúdo tem o seu valor

Vivemos a era do marketing digital, as formas de consumo mudaram e as empresas que já compreenderam isso e oferecem algo valioso ao seu público, saem na frente.

O Airbnb faz isso muito bem por meio de guias e dicas.

E você também pode fazer!

Crie conteúdos de qualidade e relevantes para o seu público.

Seja vídeos, roteiros, textões, quizz ou fotos, se você entregar algo interessante, as pessoas vão desenvolver uma relação de confiança com a sua empresa, e as chances de se tornarem hóspedes aumentam.

4 – Facebook: uma ferramenta de segurança

Um recurso utilizado pelo Airbnb é a integração de dados do Facebook. Assim, os usuários podem visualizar o perfil da pessoa com quem está negociando, seja hóspede ou anfitrião.

Isso proporciona mais segurança para os envolvidos, já que munidos de informações sentem-se mais confiantes para concluir a reserva.

Outra boa ideia, é o uso do login social, aquele que você utiliza os dados de acesso do próprio Facebook.

Uma vez que reduz etapas e deixa o processo de reserva mais rápido, o usuário tem a sensação de realizar menos esforço e se sente mais motivado a concluir o processo.

5 – Quer agradar? Personalize

Mais do que proporcionar experiências, o site Airbnb possibilita que elas sejam personalizadas, de acordo com o perfil de cada usuário.

Não estou falando aqui de deixar um cartãozinho de boas-vindas nominal ao hóspede, em seu quarto – apesar de ser válido em algumas situações.

Uma boa forma de pensar em personalização é sendo flexível e criativo.

Se o voo do seu hóspede chega às 11h e a entrada em seu hotel só começa às 13h, porque não oferecer como cortesia no ato da reserva a opção de antecipar o check-in?

É um ótimo jeito de começar a ganhar pontos com ele!

Mas para que seu esforço não seja em vão, é importante que você converse com os hóspedes e entenda seus perfis.

hospedagem-personalizada

6 – Dados impulsionam negócios

Quem tem dados, tem tudo! O segredo de qualquer negócio é saber analisar seus dados e a partir deles extrair insights e tomar decisões mais assertivas.

Com o Airbnb não é diferente, e com você também não pode ser!

O site utiliza todo e qualquer dado referente a quem está à procura de hospedagem e aqueles que hospedam, com o objetivo de aperfeiçoar cada vez mais seu modelo de negócio.

Na sua empresa, certamente você tem uma rica fonte de dados.

A partir do seu sistema de reservas, por exemplo, é possível coletar inúmeras informações que podem direcionar seu negócio ao sucesso.

E se o seu hotel ou pousada possui um setor de marketing, mergulhe em todos os dados que ele possa fornecer.

7 – Foco: menos pode ser mais

Ao idealizar um projeto de otimização do seu hotel ou pousada, é necessário que você tenha foco e objetivos bem definidos.

O Airbnb, por exemplo, promove uma experiência personalizada ao usuário oferecendo opções de hospedagens a preço e todos aqueles itens sobre os quais já falamos.

Mas para isso, ele não extrapola seu core business, como seria caso oferecesse também pacotes turísticos para o destino que o usuário está buscando.

Será que essa iniciativa agregaria valor real à empresa, uma vez que ela é uma intermediadora?

Por isso, sempre se faça essa pergunta antes de executar alguma ideia. Questione-se quais resultados imediatos ela pode trazer.

E lembre-se, não dá para abraçar o mundo. Menos muitas vezes é mais!

8 – Acredite na sua ideia e saiba se adaptar

Você acha que o modelo de negócio do Airbnb foi um sucesso assim que saiu do papel? Com certeza não, principalmente por ser uma proposta muito diferente do que se via no mercado hoteleiro.

No entanto, o fator determinante para seu sucesso foi ter pessoas que realmente acreditaram nesse projeto.

Mais que isso, pessoas que não se apegaram a um formato de negócio inicialmente idealizado e que por adequação de mercado, provavelmente precisou ser alterado.

Por isso você precisa ser a primeira pessoa a acreditar na sua ideia e fazê-la acontecer. Vai ser fácil? Nem sempre! Mas se tiver resiliência para lidar com as adversidades que surgirem, você chegará onde deseja.

9. Sonhar grande ou pequeno dá o mesmo trabalho

Se você tem o sonho de construir um hotel ou pousada, sonhe grande.

Afinal, tirar do papel uma pequenina pousada que comporta 10 hóspedes e uma grande rede hoteleira dará o mesmo trabalho. Independentemente do tamanho do negócio que pretende abrir, você precisará se dedicar muito!

Se você quer, por exemplo, um negócio intimista pense, como a minha pequena empresa pode se diferenciar e se destacar diante das grandes?
Corra atrás desse sonho, afinal o seu negócio pode ganhar o mundo, assim como aconteceu com o Airbnb.

10 – Fique de olho nas tendências do mercado de hotelaria

Todo ano o mercado hoteleiro aponta tendências que transformam o segmento constantemente. Observar e acompanhar esses movimentos do mercado é imprescindível para garantir a sobrevivência do seu negócio.

O Airbnb, por exemplo, já ditou – e ainda comanda – muitas tendências para o mercado de hotelaria, como a personalização e o uso do marketing de conteúdo, por exemplo.

Para se manter atualizado quanto às novidades, estude. Busque sites, blogs, revistas e vídeos que falem sobre o tema e acompanhe-os periodicamente.

Quem sabe a sua pousada ou hotel seja o próximo a ditar tendência?!

11 – Hospedagem corporativa

Já pensou em movimentar seu hotel ou pousada nas baixas temporadas, apostando em hóspedes coorporativos?

O Airbnb possui uma área especial chamada Airbnb Business, que oferece funcionalidades que facilitam a vida de profissionais de empresas que constantemente estão viajando a trabalho.

Para atender a esse nicho de mercado, o site indica, por exemplo, acomodações que ofereçam wi-fi, cabides, ferro de passar roupa e muitos outros itens que o profissional precisará em sua viagem de negócios.

Além disso, o aplicativo possibilita estadias apenas para uma pessoa ou grupos de profissionais que estejam viajando juntos.

Fica a dica: esse público pode ser uma fonte de receita importante para seu estabelecimento!

airbnb-business

12 – Experiência local

Esta dica se esbarra muito na dica número 2. Mas é importante falarmos de experiência, afinal essa é a chave do sucesso do Airbnb.

O serviço online sabe muito bem como incentivar os viajantes a vivenciarem a cidade que estão visitando como moradores locais, não apenas como turistas.

E as pessoas gostam da experiência de viver em um lugar novo, se sentirem parte dele.

Se lembra do relato da minha experiência com o roteiro fantástico feito pela anfitriã em Buenos Aires?! Repetiria aquele roteiro mil vezes.

Que tal identificar na sua região, locais e passeios incríveis que fogem do óbvio e indicá-los aos seus hóspedes?!

13 – Atendimento às necessidades específicas

Quais são as reais necessidades do seu público? Deter essas informações podem ser um grande diferencial competitivo para seu negócio.

Por meio do Airbnb Business, que mencionei mais acima, por exemplo, o site encontrou formas de suprir as necessidades específicas de uma parcela do seu público.

Mas podemos pensar em inúmeros outros formatos.

Por exemplo: se existe uma parte relevante dos seus hóspedes que são celíacos ou intolerantes à lactose, faça uma ala do café da manhã específica para eles.

Ou então, se seus hóspedes desejam levar os animais de estimação para seu estabelecimento, que tal pensar em forma de torná-lo pet friendely?

Inclusive aqui no blog, já demos algumas dicas de como ser pet friendely na hotelaria.

O mais importante é que você conheça a fundo quem é seu público, assim as soluções que você implantar no seu negócio não se tornarão um esforço em vão.

14. Foco nas recomendações dos clientes

O Airbnb compõe uma economia colaborativa, ou seja, tem como pilar a confiança para a realização de troca entre os usuários. Por isso todos os seus esforços são focados na comunidade de usuários que indicam e recomendam suas hospedagens.

Quanto mais bem recomendado é um lugar, maiores serão as chances de as pessoas o escolherem como sua acomodação. Então, leve essa afirmação para dentro do seu hotel e faça disso uma cultura!

Foque seus esforços em prestar um bom serviço aos seus hóspedes e incentive suas recomendações.

Sites como TripAdvisor, Reclame Aqui e as redes sociais são espaços em que as pessoas costumam deixar suas opiniões, por isso é importante que você esteja sempre monitorando-os e respondendo de forma educada opiniões negativas sobre o seu negócio.

Confira aqui outras dicas de como conquistar mais avaliações dos seus hóspedes.

15. Saiba aproveitar os benefícios das tecnologias

A tecnologia está aí para facilitar o nosso dia a dia. Então, porque não desfrutar dos benefícios que ela pode proporcionar?

O modelo de negócio do Airbnb é totalmente concebido a partir do uso da tecnologia, e a experiência do usuário pelo aplicativo ou site é muito boa.

Busque soluções que atendam às necessidades amplas e específicas do seu estabelecimento, de modo que façam valer o investimento.

Existem no mercado, por exemplo, diversos softwares de hotelaria que facilitam a gestão da empresa, otimizam os resultados e promovem a economia de tempo.

Leia também 5 motivos para investir em um sistema de gestão hoteleira.

Assim, você pode se dedicar às outras coisas faladas ao longo deste artigo, que podem elevar o seu hotel ou pousada a outro patamar e colocá-lo na lista de preferidos dos seus hóspedes.

Gosto do artigo? Conte pra gente o que achou nos comentários!

Agora que você já sabe as lições que o site Airbnb deixa para o segmento de hotelaria, que tal começar a colocá-las em prática?!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×
Share:
Mais em Concorrência Hoteleira
Meios de Hospedagem: conheça os diferentes tipos que existem

Meios de Hospedagem são estabelecimentos comerciais que exercem a função de receber e oferecer estadia, entre outros serviços,...

Fechar