gerente de hotel

Gerente de hotel: funções e qualidades

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

O que o proprietário de um hotel mais quer é fortalecer o nome do seu empreendimento e ter lucro. Mas, para isso, hotéis e pousadas precisam ter uma boa estrutura administrativa, mantendo o bom funcionamento de todos os departamentos. Para executar esta tarefa, quem está na linha frente? O gerente de hotel.

Responsável por praticamente todos os departamentos, o gerente de hotel precisa principalmente apresentar resultados. Por isso, o profissional neste cargo precisa ser esforçado e competente.

Embora o gerente de hotel seja importante para o sucesso de meios de hospedagem, nem sempre está presente em pequenos hotéis e pousadas. Nesses estabelecimentos menores, são os donos que geralmente cuidam pessoalmente das atividades administrativas.

Porém, sempre é importante avaliar a necessidade desse profissional, e não permitir que o acúmulo de funções interfira na qualidade da prestação do serviço de hospedagem.

Se você está estudando a possibilidade de contratar alguém para exercer essa função, veja a seguir as principais funções e características de um gerente de hotel, e o que um bom profissional precisa ter no currículo para exercer esta função:

Confira!

Funções de um gerente de hotel:

As funções do gerente de hotel, pode variar de acordo com o tipo e tamanho do estabelecimento, mas no geral as funções do cargo abrange o seguinte:

  • Estabelecer a melhor política de tarifas de acordo com a oferta e demanda;
  • Gerenciar despesas e realizar ações corretivas quando os orçamentos não forem cumpridos;
  • Acompanhar e gerenciar a rotina e o cumprimento de todas os departamentos (recepção, gorvernança, comercial, etc.);
  • Cuidar das ações de marketing e publicidade;
  • Recrutar e treinar gerentes de outros departamentos;
  • Auxiliar na contratação de funcionários;
  • Supervisionar e orientar o trabalho dos gerentes de cada área;
  • Administrar o contato com fornecedores
  • Controlar índice de satisfação dos hóspedes
  • Comunicar os proprietários das necessidades do hotel: investimento em publicidade, compras, contratação, reformas e etc.

Salário e formação acadêmica de um gerente de hotel

De acordo com o Guia de Profissões e Salários Catho, a média salarial de um gerente de hotel no Brasil é de R$ 4.528,95. Podendo variar para mais, ou para menos, dependendo da região do país em que se encontra.

A formação acadêmica em hotelaria permite que o profissional entenda de forma mais ampla o funcionamento de todas as áreas de um empreendimento hoteleiro. Um bom currículo deve conter Graduação em Administração de Empresas com pós graduação em Hotelaria ou Graduação em Hotelaria.

Fluência em inglês também é importante. Mesmo que o maior público de seu hotel ou pousada seja de brasileiros, o gerente de hotel precisará entender expressões e lidar com sistemas do universo hoteleiro que podem ser em inglês. A boa compreensão evitará erros de interpretação.

Experiência em gerenciamento de hotéis e pousadas também é um diferencial. O que lhe poupará tempo com relação a treinamentos. Porém, profissionais experientes também exigirão salários maiores.

Se financeiramente ainda não é possível contratar um gerente de hotel experiente, não descarte a possibilidade de contratar um recém formado para um estágio ou primeiro emprego. Desenvolver pessoas é um experiência que pode ser enriquecedora para empregado e empregador. Também será uma ótima oportunidade para você “moldar” o gerente conforme as necessidades de seu empreendimento.

8 qualidades que um gerente de hotel deve ter

Além do amplo conhecimento em todas as áreas presentes na hotelaria, esse cargo exige características e habilidades específicas. A seguir, listamos 8 qualidades importantes, que podem ser natas ou desenvolvidas pelo gerente de hotel:

1 – Boa comunicação

Ler, escrever, saber ouvir e falar bem, são características indispensáveis. Além da língua portuguesa, é recomendável que o gerente de hotel fale outro idioma, como o inglês. Por ele passam documentos importantes que precisam ser entendidos, como regras, instruções e manuais, às vezes em outro idioma. Além disso, o “bom português” também será muito útil na hora de esmiuçar em relatórios e e-mails os fatos relevantes para o hotel.

2 – Sociabilidade

Ser sociável é uma característica indispensável a um gerente. É necessário, nessa posição, atingir uma boa relação com todos os tipos de públicos, desde os jovens aos mais idosos, desde os mais decolados até os conservadores. Para isso, saiba tratá-los da melhor forma e deixe-os à vontade.

3 – Organização

Como o gerente de hotel é responsável pelo bom andamento de todos os setores do hotel, é necessário ter certa organização para dar conta de tudo sem deixar furos. Estabelecer uma rotina com horários para cada tarefa e compromissos diários ajuda bastante.

4 – Sintonia com a equipe

Como é responsável por todas as áreas do hotel, o gerente precisa manter a sintonia entre elas. Só com todas as engrenagens funcionando simultaneamente é que a máquina vai dar resultado. Os chefes de setor ou gerentes de área devem reportar ao gerente-geral todas as questões que mereçam atenção.

5 – Liderança

Também é ele quem responde pela coordenação de serviços em todos os departamentos. Uma boa relação interpessoal com os funcionários pode ser a chave de uma parceria em longo prazo. É isso que faz um líder ser respeitado: ter respeito pelos outros. Feedback também é algo importante. Não o deixe de fora do dia a dia.

6 – Nervos de aço

Calma e compostura. Essas duas qualidades precisam estar presentes em um gerente, principalmente quando o mundo estiver desabando. Procure ouvir – tanto funcionários quanto clientes -, extraia o que é importante e tome as providências com tranquilidade. Nada de pavio curto!

7 – Mente boa para finanças

Gerir as finanças de um hotel é algo bastante complexo e que precisa de muita atenção. Qualquer pequena falha pode levar a um grande erro. E isso também é responsabilidade do gerente. O profissional deve estar preparado para definir valores de tarifas e promoções, salários dos funcionários, liberar verba para as despesas do hotel, enfim, todo o fluxo de caixa é com ele.

8 – Ser digitalmente incluído

A tecnologia está aí para facilitar a vida de todo mundo, basta saber tirar proveito dela. Então, para otimizar as tarefas e aproveitar bem o tempo, gerentes precisam trabalhar diretamente com computadores. Planilhas e e-mails vão fazer parte do cotidiano. É bom entender um pouco.

É bom lembrar que ser gerente de hotel não é uma tarefa fácil: exige muito do profissional. A importância de preencher as habilidades mencionadas acima aparecerá no dia a dia. Atualização é fundamental. Ter na gerência de um hotel alguém que parou no tempo, não é aberto ao novo, que não é proativo e que não corre atrás de novas técnicas pode trazer danos irreparáveis ao negócio.

Leia também: Recepcionista de hotel: funções e qualidades

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×
Share: