Margem de lucro reduzida: como trabalhar com essa nova realidade?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Momentos de crise também geram oportunidades, por mais difícil que a situação possa parecer. A boa notícia, nesse caso, é que o hoteleiro que domina os números do hotel aumenta, consideravelmente, suas chances de aproveitá-las. Sendo assim, saber como trabalhar com a margem de lucro reduzida é premissa básica neste cenário atual.

Além disso, o hoteleiro não pode mais postergar as análises sobre cálculo de diária, pesquisa de fornecedores e ajuste de custos.

Para enfrentar uma crise que afetou em cheio o financeiro do hotel, se faz necessário rever tais números a fim de identificar o percentual de margem de lucro reduzida com o qual o hotel pode operar para se manter saudável nesta fase.

Sendo esse um assunto que merece a atenção dos hoteleiros, desenvolvemos o artigo que você acaba de acessar. 

Nas próximas linhas, elencamos algumas dicas de como lidar com a margem de lucro reduzida sem comprometer a saúde financeira do hotel e de forma que o estabelecimento se mantenha preparado para o momento em que os negócios voltarão a crescer.

Se esse assunto lhe interessa, continue com a leitura até o final.

O que é margem de lucro?

Não seria razoável falar sobre margem de lucro reduzida, sem contextualizá-la em primeiro lugar. 

O hoteleiro precisa ter na “ponta da língua” o seu percentual de margem de lucros, e se possível, por quarto para ser ainda mais convicto. E mais uma vez preciso informar: tudo começa com o cálculo da sua diária.

A margem de lucro diz respeito ao resultado do hotel frente às suas receitas. Essa margem pode representar lucro ou prejuízo, caso seja negativa. É importante saber que o resultado do hotel é composto pelo seu conjunto de margens de lucros, ou seja, existem hoteleiros que mantém margens negativas de determinados produtos ou serviços, estrategicamente. 

Isso acontece quando, apesar de não trazer lucros, o serviço é essencial na venda da diária, onde a margem de lucro compensa aquele percentual negativo do serviço.

Sendo assim, perceba que definir a margem de lucros e calcular os preços da diária com base nesse objetivo, faz total diferença na receita do hotel e nas suas estratégias de venda.

Ao defini-las e projetá-las, o hoteleiro saberá quais preços podem suportar uma margem de lucro reduzida e por quanto tempo, sem comprometer o negócio financeiramente.

O objetivo deste artigo não é ensiná-lo a calcular a margem de lucros, ma se você desejar saber mais sobre isso acesse este outro artigo super bacana.

Leia mais: Margem de lucro de hotel: como calcular corretamente?

Como trabalhar com margem de lucro reduzida

Chegamos ao ponto que despertou seu interesse neste artigo. Agora que você já compreendeu a real relevância da margem de lucro sobre a estratégia de sobrevivência do hotel, vou elencar 3 dicas que o ajudarão a trabalhar com uma margem de lucro reduzida.

Veja:

1) Negocie com seus fornecedores

Não tenha receio de chamar todos os seus fornecedores, até mesmo aqueles que parecem inalcançáveis, para conversar e negociar. Esse é um momento em que todos estão abertos para encontrar soluções de manter seus clientes, mesmo que seja necessário baixar alguns preços. A situação de margem de lucro reduzida, não é factível somente para você. Todos os tipos de negócios estão considerando essa possibilidade.

Portanto, liste os seus fornecedores e busque negociar os preços. Caso não seja possível, procure novas opções de fornecimento. Sua carteira de fornecedores deve ser revista de tempos em tempos e esse é um momento propício para isso.

Além disso, você ainda pode se associar a outros hoteleiros para aumentar o poder de negociação em determinada compra, a exemplo dos produtos que são necessários no atendimento dos novos protocolos de segurança e limpeza.

Eis uma lei econômica natural que nunca perde a validade: quanto maior a quantidade de compra, menor poderá ser o preço.

2) Estude sua formação de preços

Formação de preço sempre foi algo importante na hotelaria, afinal tudo começa por aqui. Sendo assim, essa dica não poderia ficar de fora desse conteúdo.

A margem de lucro é gerada junto com seu preço. Esse conjunto de informações e números é que vai mostrar qual será o lucro do hotel a cada venda realizada, seja ela de diárias, produtos ou serviços. Portanto, é preciso calcular a diária com embasamento financeiro.

Para isso, utilize a Fórmula Hubbart para encontrar a sua diária base. Após isso, defina o preço final com uma análise qualitativa de concorrentes e diferenciais que você oferece. Esse é o momento de verificar qual é a sua margem de lucros bruta verdadeira.

Será a partir deste momento que você poderá simular a margem de lucro reduzida e fazer suas projeções de venda e custos de acordo com a realidade do momento, ou seja, de acordo com o rombo que a crise causou no negócio.

Dito isto, lhe convido a fazer nosso mini curso gratuito para calcular a diária. Nele a gente ensina a utilizar a Fórmula Hubbart com detalhes. Aproveite.

3) Analise os cenários do seu negócio

Uma vez que você negociou todos os custos e analisou sua diária é hora de simular os cenários da empresa.

Dentro da administração de empresas essa é uma prática bastante utilizada e importante. Por meio dos cenários financeiros, o hoteleiro terá condições de tomar decisões assertivas e seguras, com base em números e análises, e não somente com o “achismos” que predominam no mercado.

À vista disso, dedique tempo em fazer as suas próprias simulações. Simule 3 cenários diferentes: pessimista, realista e otimista. Veja o que analisar em cada um deles:

  • Pessimista: projete suas receitas e custos com a menor taxa de ocupação que você já teve na história do negócio, analisando mês a mês.
  • Realista: faça a mesma projeção, mas desta vez, considerando uma taxa de ocupação média para os próximos meses, até o final do ano.
  • Otimista: projete um crescimento na taxa de ocupação ideal, mas um pouco abaixo do que você faria em um ano comum. 

Ao fazer esse exercício você saberá quais são os pontos críticos da sua margem reduzida e terá condições de pensar em formas para gerar receita apesar do momento.

Perceba que não é impossível enfrentar algum tempo com a margem de lucro reduzida. No entanto, é preciso dedicar atenção aos detalhes que farão total diferença no futuro do negócio hoteleiro.

Saúde financeira da diária

Quando algum imprevisto acontece ou quando uma crise econômica surge repentinamente, a primeira área a ser atingida é o financeiro da empresa.

Com a saúde comprometida, ela passa a perder fluxo de caixa, descapitalizando o negócio. E se nada for feito a tempo, a situação pode piorar bastante. Diante desse cenário, se faz necessário analisar e projetar todos os números do hotel, inclusive reduzir a margem de lucros.

Esse é um percentual que costuma ser sacrificado quando o setor não vai bem economicamente. Contudo, essa decisão não pode ser tomada de qualquer maneira ou sem uma estratégia de retomada.

Portanto, aproveite as dicas deste artigo para aplicar na realidade do seu hotel a fim de encontrar uma forma de trabalhar com a margem de lucro reduzida, ao menos pelo tempo necessário para que as atividades na hotelaria voltem a crescer.

gestao_financeira_do_hotel

Não desista do seu negócio sem fazer as devidas análises financeiras. Sempre existem formas de adequar sua realidade a situação atual, e os números da empresa costumam dar muitas respostas nesse sentido.

Você também pode gostar de ler: Corte de custos: cancelar seu sistema para hotel é uma boa opção?

E antes de ir embora, comenta aqui embaixo se você já fez redução de margem de lucro para enfrentar a crise do Covid-19. Se sim, como tem sido?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×
Share: