Orçamento de marketing para hotéis e pousadas: como definir?

Tempo de leitura: 5 minutos
Orçamento de marketing

Não é nenhuma novidade que o setor de marketing de uma empresa é o centro que capta os desejos dos clientes, entrega estratégias bem elaboradas para que as pessoas vejam a empresa e, principalmente, tragam lucro para ela. Por isso, dar atenção ao orçamento de marketing é fundamental dentro do seu estabelecimento.

Nesse ponto, muitas pousadas e hotéis faziam o trabalho de marketing de acordo com a demanda de datas e isso deu certo por um tempo. 

Mas hoje, com a competição que existe entre esses meios, é fundamental conhecer técnicas e ferramentas para o plano de marketing trabalhar em favor do hoteleiro.

Hoje, definir o orçamento de marketing é parte fundamental para o sucesso do marketing estratégico na hotelaria

Já que com um valor definido, o setor pode se movimentar e usar de muita criatividade dentro daquele orçamento. Para a organização do hoteleiro isso é fantástico!

No entanto, nem sempre é fácil planejar o orçamento e, por isso, nesse artigo queremos te ajudar a olhar para esse assunto e adquirir um conhecimento para ter controle e planejamento no orçamento de marketing da sua hospedagem.

O que é um orçamento de marketing

Para se pensar um orçamento de marketing primeiro tem-se que pensar sobre o plano de marketing, seja para um hotel ou uma pousada.

O plano de marketing é um documento que faz parte do plano financeiro do meio de hospedagem e deve ser idealizado como um instrumento de melhoria significativa na rentabilidade do hotel ou pousada e, também, ser capaz de aumentar as reservas diretas deles.

O plano de marketing geralmente é feito para o período de um ano e diz respeito a todas as estratégias que serão tomadas para aumentar o número de reservas de seu hotel. 

O orçamento de marketing é parte do plano e tem como objetivo definir e organizar todas as despesas, custos e investimentos para a área.

Como criar um orçamento de marketing para seu hotel ou pousada

O plano de marketing ajuda a nortear os seus colaboradores, assim seus funcionários terão as metas claras e saberão aonde devem ir. 

Essa é uma função importante do plano de marketing porque envolve a sua equipe nos resultados que deseja alcançar, além de você poder medir o desempenho do estabelecimento.

Ao elaborar o orçamento de marketing siga essa ordem de critérios:

1- Utilização de relatórios: 

Os documentos que seu estabelecimento possui dos anos anteriores devem servir de base para criar o novo orçamento. 

Por exemplo, nesse novo orçamento você deseja aumentar em 10% o faturamento e diminuir em 4% as despesas com mão de obra.

Leia também – Como os relatórios gerenciais hoteleiros facilitam a tomada de decisão?

2 – Projeção de lucratividade: 

Baseado no orçamento de receita geral do hotel, você determina o percentual de lucratividade e valores em R$ de lucro que almeja e, com isso, adapta as despesas para esses resultados.

3 – Avaliação da rentabilidade do hotel: 

Caso o hotel fosse vendido e o valor aplicado por completo, de que forma você ganharia mais? Com os rendimentos ou com a operação do hotel? 

Reflita sobre essa questão e a considere na definição do seu orçamento de marketing.

4- Análise de mercado: 

Analisar os fatores externos ao estabelecimento vai dar a direção final ao seu plano de marketing

Para quem o seu hotel existe; a sazonalidade impacta de que forma seu estabelecimento, e se existe alguma crise vigente, são perguntas das quais o hoteleiro não pode se esquivar.

Saiba mais – Como usar a análise SWOT na estratégia de marketing da sua pousada


5 – gestão das receitas e despesas:

Após compreender os critérios fundamentais para a elaboração do plano de marketing, é necessário conhecer bem o orçamento geral do hotel para destinar a fatia correta para o marketing.

Assim, para conhecer as despesas e receitas do seu estabelecimento, ponha tudo no papel.

Primeiro faça o orçamento das receitas. 

Aqui devem ser incluídas todas as receitas da pousada ou hotel, não só a receita das diárias. Entram as receitas de restaurante, frigobar, comissões em eventos, etc.

Orce também as despesas. Primeiro liste as despesas que dizem respeito à operação do hotel ou pousada.

 Veja alguns exemplos de despesas:

  •  Setor Mão de Obra – subsetores: salários, FGTS, 13º, férias, extras.
  • Setor Insumos – subsetores: material de limpeza, material de escritório, alimentos e bebidas, reposição, manutenção.
  •  Setor Terceiros Fixos – subsetores: sistema, aluguel imóvel, serviços mensais com.
  • Setor Serviços – subsetores: água, energia elétrica, gás, telefone.

E não se esqueça das despesas não operacionais, mesmo que contabilmente não sejam “despesas”. 

O investimento que deve ser feito nas melhorias no seu hotel ou pousada, devem ser feitos com uma porcentagem do lucro do ano anterior.

É muito importante, também, colocar no plano de orçamento anual o valor a ser retirado pelos donos ou sócios do estabelecimento. 

Isso é uma porcentagem do lucro do ano anterior também. Outra despesa a ser contabilizada é uma verba para as possíveis ações judiciais, ela deve ser incluída no orçamento geral do hotel.

Diante disso, já é possível verificar qual percentual deve ser destinado ao orçamento de marketing do hotel.

Quanto investir no marketing para hotéis e pousadas?

Vale lembrar que em estabelecimentos menores, o setor Comercial e o setor de Marketing caminham juntos e, por isso, o orçamento engloba vários gastos de ambos. 

Veja essa lista de exemplos:

  • Publicidade e propaganda físicas;
  • Anúncios nas mídias sociais;
  • Comissões de OTA’s, Agências e outros parceiros;
  • Participação do seu estabelecimento em feiras;
  • Ferramentas digitais (e-mail marketing, chatboot, CRM, etc.);
  • Profissionais de marketing e comercial, caso não possua;
  • Criação da identidade visual do hotel ou pousada;
  • Gastos com site;
  • Papelaria (cartões de visita, folder, pastas, etc.);
  • Brindes e presentes para hóspedes e parceiros;
  • Inclusão em portais.

Por isso, o orçamento de marketing recomendado para um hotel ou pousada é um percentual do faturamento esperado

Então, primeiro, planeje que faturamento espera para o ano em que está fazendo o orçamento. Isso mesmo, o orçamento de marketing do seu estabelecimento tem que ser proporcional ao faturamento desejado.

Segundo algumas agências especializadas, o percentual para o orçamento de marketing deve ficar entre 4% a 8% do total da receita anual. 

E esse é o valor mínimo que os hotéis precisam garantir para investir efetivamente em sua marca.

Por exemplo, se você pretende faturar R$ 50 mil/mês, é razoável sugerir um investimento de aproximadamente R$ 2 mil a R$ 4 mil/mês.

5 dicas para fazer valer o plano de marketing da hospedagem

Agora que você já sabe como estruturar um orçamento de marketing para pousada e hotel, veja algumas dicas práticas para fazer o investimento com excelência.

1- Tenha sites avançados e de fácil navegação: 

Cause uma boa impressão já no primeiro acesso. O design e as mensagens do site do hotel devem apresentar e representar bem o hotel, a navegação simples, intuitiva e o conteúdo rico de informações são elementos fundamentais no site do seu hotel.

2- Tenha um sistema possível para todos: 

o seu hotel deve ser acessado por diversas plataformas, atendendo aos visitantes de desktop, celular e tablet. Democratização aqui é a palavra de ordem.

3- Procure ajuda: 

caso necessite, procure um profissional capacitado que possa lhe auxiliar nesse processo de planejamento e execução.

4- Facilite os pagamentos: 

pagar deve ser descomplicado, deve ser online com uma ampla variedade de opções, incluindo cartão de crédito, boleto, depósitos, entre outros.

5– Invista com confiança: 

Campanhas de marketing digital devem representar a maior parte do seu orçamento de marketing, pois os hóspedes estão em grande parte on-line.

Ao final das contas, tenha bastante atenção às tendências do setor, conheça bem seu público-alvo e analise sua base de clientes para atualizar suas estratégias de marketing.

Olhe para o marketing do seu hotel e trabalhe nele para transformar as possibilidades em reservas diretas.

E lembre-se sempre: o orçamento de marketing pode até ser menor, usar menos recursos do seu faturamento, mas nunca negligenciado. 

Isso porque muita economia em marketing pode acabar “custando muito caro”. Visto que o marketing pode aumentar significativamente as vendas e isso impacta nos resultados do hotel e o contrário também ser verdadeiro.

Compartilhe esse artigo com aquele parceiro que está iniciando no mundo hoteleiro, vai ser de grande ajuda.

banner-marketing-digital-para-hoteleiros

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Continue aprendendo

Suporte

Atendimento de segunda à sexta-feira das 09h00 às 12h00 e 13h30 às 18h00.
Copyright © Hospedin - Todos os direitos reservados
Ao usar o Hospedin, você concorda com nossa Política de Cookies.