O

O que evitar e o que fazer em um site de hotel

O que evitar e o que fazer em um site de hotel

Pousadas e pequenos hotéis podem usar a internet para apresentar seus serviços e oferecer reservas virtuais, pois é cada vez mais comum as pessoas pesquisarem na internet a melhor hospedagem antes de viajar.Não basta ter um site de hotel que informa sobre número de quartos e seus serviços: o hotel deve disponibilizar um sistema prático para que a pessoa possa fazer sua reserva sem complicações.O site está ajudando ou arruinando meu negócio? Essa é uma boa pergunta que o empresário de hotelaria deve se fazer.

Assim, separamos algumas dicas para ajudá-lo a fazer do seu site uma ferramenta para “conquistar” mais hóspedes. Confira!

5 dicas do que fazer em um site de hotel

Dica 1: Informação básica

Não importa o tamanho do seu hotel ou pousada, o site deve conter o máximo de informações sobre a hospedagem.

Deixe bem claro ao cliente o número de acomodações, quantas camas há em cada quarto. Fale sobre serviços de ar de condicionado, frigobar e TV por assinatura.

Outras informações que não podem faltar:

  • Tem estacionamento? Ele é coberto? Possui vigilância?
  • Tem internet wi-fi? É de graça ou paga?
  • Existe espaço para crianças?
  • Tem piscinas? Sauna? Campo de futebol?
  • O café da manhã é incluso?

Pontos extras

  • Coloque o preço para cada tipo de acomodação;
  • Cada acomodação deve conter uma ou duas fotos;
  • Seja breve ao descrever os serviços do hotel. Utilize no máximo duas linhas;
  • Coloque fotos recentes do hotel;

Importante: não passe informações ludibriosas. Criar falsas expectativas no hóspede só servirá para que sua experiência seja frustrante quando chegar à hospedagem.

Leia também: Dicas de SEO para hotéis e pousadas

Dica 2: Atenção ao design

A aparência do site, bem como seu modo de funcionamento, deve ser bonito, dinâmico e prático. Resumindo, o site deve ser profissional.

Contrate os serviços de uma empresa especializada para oferecer ao seu cliente um site atrativo, responsivo e funcional. Vale a pena investir nesse aspecto.

O que é dispensável?

O site deve ser útil. Tudo que não for necessário ao cliente deve ser descartado. Veja alguns itens que podem ser dispensados:

  • Introdução do site;
  • Música de fundo;
  • Anúncios;
  • Slide de fotos.

Esses são alguns exemplos de recursos que podem pesar o seu site, aumentando o tempo de carregamento do mesmo. Pesquisas do Google mostram que usuários abandonam, logo que clicam no link, aqueles sites que demoram mais de 3 segundos para carregar as informações. 

Ou seja, todo o esforço feito para levar o usuário até o site terá sido em vão se ele não tiver boa performance no carregamento das páginas.

Dica 3: Conte a história da hospedagem

Se a hospedagem for tradicional da região, é recomendado fazer um breve relato sobre o local. Mas não muito grande. Escreva algo singelo e rápido de ser lido.

Esse relato deve conter a data de inauguração, a história do local e do bairro, a decoração típica, quais foram os primeiros proprietários. Faça desse relato algo cativante para o cliente.

Dica 4: Facilite a informação de como chegar

Informação indispensável para qualquer site de hotelaria: como chegar!

Com o Google Maps ficou fácil de conseguir um mapa para que o cliente possa ter uma rota para chegar ao hotel de uma maneira rápida e fácil.

Além de oferecer o endereço e o mapa da hospedagem, você deve estipular a quilometragem das capitais até a cidade que fica o hotel.

Dica 5: Forneça os dados de contato

Depois de ver o site e se interessar pelas acomodações do lugar, o cliente ainda pode se sentir inseguro em fechar a sua reserva. Nesse caso, ele pode querer fazer um contato direto com o hotel.

Coloque no site um telefone para contato ou Whatsapp. Esse número deve estar sempre pronto para atender chamadas. O mesmo acontece com os contatos de e-mail. De nada adianta disponibilizar um e-mail se você não confere a caixa de entrada regularmente.

A regra é simples: quando o cliente entra em contato com a hospedagem, ele quer ser atendido na hora.

Saiba mais – Site para hotel: como torná-lo uma máquina de reservas diretas?

O que deve ser evitado em um site de hotel?

Vamos supor que seu site seja atrativo, com informações úteis, fotos bacanas, telefones para contato, mapa de como chegar… Só que não tem reserva online.

Um site de hotel sem um sistema de reserva online perde 70% da sua eficácia. Oferecer reserva online é o maior fator de sucesso para o cliente optar por sua hospedaria.

Evite colocar formulário para a reserva extenso. Não faça o seu cliente perder tempo preenchendo inúmeras questões. Deixe o formulário para ser preenchido na hora do check-in.

A reserva online deve solicitar as seguintes informações:

  • Nome do cliente;
  • Número de quartos a serem reservados;
  • Número de pessoas a serem hospedadas;
  • Data de entrada;
  • Data de saída;
  • Telefone para confirmação de reserva.

E aí, o que achou destas dicas para site de hotel? Já aplica alguma delas no site da sua hospedagem? Ou tem como prática alguns dos pontos que devem ser evitados? Compartilhe com a gente aqui nos comentários!

CategoriesMarketing

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog Hospedin