4 vantagens de oferecer um cardápio sazonal no seu hotel

4 vantagens de oferecer um cardápio sazonal no seu hotel

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Quem trabalha com hotelaria está habituado a lidar com a sazonalidade dessa área. Mas além da ocupação que varia de acordo com as épocas do ano, é preciso lidar também com a sazonalidade em outros setores, como a disponibilidade de insumos oferecidos na cozinha.

Já parou para pensar como um cardápio feito com ingredientes da época podem impactar o seu negócio e sua imagem perante aos clientes?

Confira abaixo as principais vantagens de criar um cardápio sazonal para o seu hotel.

O que é um cardápio sazonal?

Nada mais é do que utilizar os ingredientes disponíveis na estação, ou seja, frutas, verduras, legumes, pescados e outros itens encontrados com maior facilidade em determinada época do ano. 

Vantagens de oferecer um cardápio sazonal no seu hotel

Se você tem um chef de cozinha ou um cozinheiro trabalhando em seu hotel, este profissional certamente já deve ter mencionado a importância de usar ingredientes sazonais. 

Mas, caso você nunca tenha ouvido falar sobre o tema, separamos abaixo as vantagens de trabalhar com itens de temporada.

Confira também: Dicas para oferecer o melhor café da manhã de hotel

Produtos com preços mais atrativos

Trabalhar com ingredientes que passam por períodos de baixa produção, ficando mais caros, pode prejudicar a gestão financeira do seu hotel. 

Dependendo do item, é possível comprá-lo e estocá-lo por um período, mas em outros casos você precisa tê-los frescos para entregar ao cliente.

Ao escolher produtos próprios de cada estação você não fica refém das situações acima, uma vez que esses itens estão disponíveis em grande quantidade e por um preço melhor.

Negociar com os produtores locais

Já não é de hoje que fala-se sobre comprar localmente e valorizar os pequenos produtores da região onde se está inserido. 

Trabalhar com cardápio sazonal vai ao encontro dessa tendência, uma vez que você pode tratar diretamente com os produtores locais para adquirir os produtos para a sua cozinha.

Isso pode ser usado como diferencial para o seu hotel, já que valoriza o trabalho de quem produz o que vai para a mesa. 

Além disso, muitos desses produtos são orgânicos e livres de agrotóxicos, fato que contribui com a saúde de todos.

Diferenciação em relação à concorrência

Olhe ao seu redor: quais restaurantes oferecem um cardápio sazonal? Poucos, muitos? 

Mesmo que a maioria trabalhe com menus especiais em cada época do ano, a criatividade do seu cozinheiro será a chave do sucesso. 

Assim, os pratos servidos no seu hotel poderão ter um apelo maior.

Opções diferentes para seus clientes

Não dá para ficar sempre no mais do mesmo, especialmente se você tem clientes que visitam o hotel recorrentemente.

Oferecer um cardápio sazonal, com novas opções de pratos, minimiza o risco de cansarem do que você serve e irem procurar outros estabelecimentos. 

Novamente, o que conta é a criatividade do seu cozinheiro e a utilização desses ingredientes da estação.

Cardápio sazonal: tá na época do que? 

Não sabe quando vai encontrar o que precisa? Ou não entende porque o morango está mais caro hoje do que há um mês? 

A gente tem uma ajuda para essa missão. Listamos abaixo diversos itens e as melhores épocas do ano para encontrá-los.

Janeiro

  • Frutas: abacaxi, carambola, coco verde, figo, framboesa, fruta do conde, laranja-pera, mamão, maracujá, melancia, nectarina e uva;
  • Verduras: alface, cebolinha, couve e salsa;
  • Legumes: abóbora, abobrinha, beterraba, pepino, pimentão, quiabo e tomate.

Fevereiro

  • Frutas: abacate, ameixa, carambola, coco verde, figo, fruta do conde, goiaba, jaca, maçã, pera, pêssego, seriguela e uva;
  • Verduras: escarola, hortelã e repolho;
  • Legumes: abóbora, gengibre, milho verde, pepino, pimentão, quiabo e tomate.

Março

  • Frutas: abacate, abacaxi, ameixa, banana-maçã, banana-nanica, coco verde, figo, fruta do conde, goiaba, jaca, limão, maçã, mamão, mangostão, nectarina, pêra, uva, pêssego, seriguela e tangerina;
  • Verduras: acelga, alface, alho-poró, coentro, endívia, escarola, repolho, rúcula e salsa;
  • Legumes: abóbora, abobrinha, berinjela, beterraba, cará, chuchu, gengibre, inhame, jiló, milho verde, nabo, pepino, quiabo e tomate.

Abril

  • Frutas: abacate, ameixa, banana-maçã, caqui, cidra, jaca, kiwi, maçã, mamão, pêra, tangerina e uva;
  • Verduras: alface, alho-poró, almeirão, catalonha, escarola e repolho;
  • Legumes: abóbora, abobrinha, berinjela, beterraba, cará, chuchu, gengibre, inhame, nabo, pepino e tomate.

Maio

  • Frutas: abacate, banana-maçã, caqui, jaca, kiwi, maçã, pêra, tangerina e uva;
  • Verduras: alho-poró, almeirão, erva-doce, louro, nabo;
  • Legumes: abóbora, abobrinha, batata-doce, berinjela, beterraba, cará, cenoura, chuchu, inhame, mandioca, mandioquinha, nabo e rabanete.

Junho

  • Frutas: carambola, kiwi, laranja-lima, mangostão, marmelo, mexerica e tangerina;
  • Verduras: agrião, alho-poró, almeirão, brócolis e erva-doce;
  • Legumes: abóbora, batata-doce, berinjela, cará, cenoura, ervilha, gengibre, inhame, mandioca, mandioquinha, milho-verde e palmito.

Julho

  • Frutas: carambola, kiwi, laranja-lima, mexerica e tangerina;
  • Verduras: agrião, alho-poró, chicória, coentro, couve, erva-doce, espinafre, mostarda e salsão;
  • Legumes: cenoura, abóbora, batata-doce, cará, cogumelo, ervilha, inhame, mandioca, mandioquinha, milho verde, nabo, palmito, pepino e rabanete.

Agosto

  • Frutas: banana-nanica, caju, carambola, kiwi, laranja-pera, lima, maçã, mamão, mexerica, morango e tangerina;
  • Verduras: agrião, alho-poró, brócolis, chicória, coentro, couve, couve-flor, erva-doce, escarola, espinafre, mostarda e rúcula;
  • Legumes: abóbora, abobrinha, cará, cenoura, ervilha, fava, inhame, mandioca, mandioquinha, nabo, pimentão e rabanete.

Setembro

  • Frutas: abacaxi, banana-nanica, caju, jabuticaba, laranja-lima, laranja-pera, maçã, mexerica, nêspera, tamarindo e tangerina;
  • Verduras: alho-poró, almeirão, brócolis, chicória, couve, couve-flor, erva-doce, espinafre, louro e orégano;
  • Legumes: abóbora, abobrinha, cará, cogumelo, ervilha, fava, inhame, pimentão e rabanete.

Outubro

  • Frutas: abacaxi, acerola, banana-nanica, banana-prata, caju, manga, coco-verde, jabuticaba, laranja-pera, lima, maçã, mamão, nêspera e tangerina;
  • Verduras: alho-poró, almeirão, brócolis, catalonha, cebolinha, chicória, coentro, couve-flor, erva-doce, espinafre, folha de uva, hortelã, mostarda e orégano;
  • Legumes: abóbora, abobrinha, alcachofra, aspargos, batata-doce, berinjela, beterraba, cenoura, cogumelo, ervilha, fava, inhame, pepino, pimentão, rabanete, tomate e tomate-caqui.

Novembro

  • Frutas: abacaxi, acerola, banana-nanica, banana-prata, caju, coco verde, framboesa, jaca, laranja-pera, maçã, mamão, manga, maracujá, melancia, melão, nectarina, pêssego e tangerina;
  • Verduras: alho-poró, almeirão, brócolis, cebolinha, endívia, erva-doce, espinafre e folha de uva;
  • Legumes: abobrinha, aspargos, berinjela, beterraba, cenoura, inhame, maxixe, nabo, pepino, pimentão e tomate.

Dezembro

  • Frutas: abacaxi, ameixa, banana-prata, cereja, coco verde, damasco, figo, framboesa, graviola, kiwi, laranja-pera, limão, lichia, maçã, manga, maracujá, melancia, melão, nectarina, pêssego, romã e uva;
  • Verduras: almeirão, cebolinha, endívias, erva-doce, folha de uva, hortelã, orégano, rúcula, salsa e salsão;
  • Legumes: abobrinha, beterraba, cenoura, cogumelo, pimentão, tomate e vagem macarrão.

 

Mas lembre-se: um cardápio sazonal precisa ser planejado!

Pensar com antecedência é fundamental para montar um cardápio sazonal

Quando você tiver as informações sobre a sazonalidade de cada item com o qual deseja trabalhar, além de planejar os períodos em que poderá ofertá-los, você também poderá criar ações e estratégias para divulgar os menus especiais.

Além disso, saberá as despesas que terá ou não com alguns produtos.

E atenção: nunca mude todo o seu cardápio fixo para trabalhar apenas com produtos sazonais. Comece devagar, faça pequenas mudanças. 

Ofereça dois pratos, um drink, uma sobremesa. Além disso, converse constantemente com seus hóspedes para entender o que estão achando da nova proposta.

Por último, não esqueça de comunicar. 

Publique nas redes sociais, no blog do seu hotel, anuncie com os veículos locais da cidade e compartilhe essa novidade para alcançar um número ainda maior de clientes.

Essas são as nossas dicas para trabalhar com um cardápio sazonal no seu hotel. 

Se você já trabalha com essa estratégia, compartilhe conosco através dos comentários.

 

Você também pode gostar de ler: Saiba como montar e cuidar do enxoval do seu hotel para garantir economia e satisfação

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×
Share: