Como o Staycation pode gerar mais receita para sua hospedagem?

Tempo de leitura: 3 minutos
staycation

O mercado hoteleiro vive se reinventando, mas sem deixar a sua essência se perder, que é dar lugar de parada com conforto para turistas e viajantes pelo mundo. Com a pandemia, uma tendência do turismo se fez mais forte no meio, o Staycation.

Saiba que esse tipo de turismo vai fazer com que os residentes locais conheçam de verdade a própria cidade e beneficiar o seu estabelecimento.

Para saber o que é a tendência Staycation, por que está mais forte no momento atual e como o seu meio de hospedagem pode se beneficiar com isso, leia este artigo até o fim. Queremos te explicar tudinho!

O que é Staycation?

O Staycation pode ser informalmente definido como um ‘sair de férias em casa’ ou ‘ser turista na sua própria cidade’. A origem da palavra diz respeito à stay (ficar) + vacation (férias). A tendência hoteleira é conhecida, também, como turismo doméstico.

O fato é que seu aparecimento aqui no Brasil se deu há poucos anos e se intensificou enormemente por causa da pandemia do Covid-19. 

Já que as pessoas não podiam se afastar de casa ou fazer grandes deslocamentos e aglomerações, começaram a optar por fazer viagens domésticas nos arredores de sua cidade ou da sua região. 

Assim não perdiam a delícia que é sair de férias, mas também obedeciam aos protocolos exigidos pelas autoridades sanitárias.

Daí se criou um costume bastante rentável para os hotéis “de casa”.

Por que fazer turismo Staycation

Antes de qualquer coisa é importante lembrar que o dinheiro economizado na passagem aérea ou terrestre permite ao turista investir um pouco mais na experiência da hospedagem em si. 

E as quantias que iriam para empresas e destinos de fora da cidade irão movimentar a economia local.

É verdade que nada substitui, de maneira alguma, aquela viagem dos sonhos. Mas é importante observar que perto de casa, o hóspede tem maravilhas a serem aproveitadas, visto o fato de outros virem conhecer o local e os hotéis dali.

Em uma viagem longa e cheia de novidades, a corrida é contra o tempo, pois se quer ter o máximo de experiências possível. Já num turismo Staycation, se consegue apreciar os ambientes de verdade e aproveitar os serviços com mais calma.

Há de se dizer também que esse tipo de turismo traz mais valorização para a cidade, reforça a história do local e traz um sentimento de pertencimento às pessoas que já moram nas redondezas ou na própria cidade.

Vantagens e desvantagens de fazer turismo na própria cidade

As vantagens dizem respeito a não ter o estresse de carregar um monte de malas, documentos de viagem, reservas, e ter que se lembrar de tudo isso.  As férias locais são viagens mais econômicas porque não se paga por passagens de longa distância ou aluguel de carros, por exemplo.

O fato de não enfrentar longas distâncias deixa o hóspede mais descansado e isso possibilita aproveitar mais a estadia.

Diante das facilidades, não é preciso esperar entrar em férias para fazer staycation, basta disponibilizar um final de semana e sair usufruindo da experiência.

Quanto às desvantagens, a principal delas, é a pessoa querer fazer as atividades do cotidiano que costuma fazer na sua cidade. 

Nesse caso, descaracteriza toda a situação de fazer férias de verdade! 

Esse é um dos maiores motivos de o hoteleiro criar um ambiente que transporte o hóspede para um mundo de férias.

Mas é preciso um certo cuidado com o que se oferece aos hóspedes, isso porque pode encarecer o serviço e evitar uma boa propaganda por parte dele e até mesmo impedir de ele retornar ao estabelecimento.

Dicas de como gerar mais receita a partir do staycation

O staycation é uma das tendências que, com certeza, veio para ficar. E, por isso, o hoteleiro deve criar estratégias para o público local como alternativa para manter a ocupação e gerar receita.

Day use

Vale lembrar que esse é o hóspede que mora ao lado, na mesma cidade ou em região bem próxima. Uma boa alternativa é investir no conceito de Day Use

Oferecer os serviços do hotel de modo que o hóspede possa usufruir das áreas e serviços dele, sem o pernoite incluído. O cliente pode pagar menos pela exclusão do pernoite, mas dependendo das opções oferecidas, é uma renda garantida.

Mas para isso é preciso deixar a oferta bem clara e alinhada, com o hóspede e com a equipe do hotel. 

Assim, esclarecer o que será disponibilizado para o hóspede, qual horário ele poderá desfrutar dos ambientes e a forma que ele será informado de tudo farão a diferença para ser um bom chamariz.

Extended Stay

Outra forma de investir no Staycation é o Extended Stay, também chamada de long stay. É a estadia prolongada, na qual os estabelecimentos que dispõem de espaço ao ar livre, em meio à natureza e com acomodações que favoreçam o isolamento social fazem grande sucesso.

Para fazer marketing com o turismo Staycation, foque nas pequenas estadias. 

São exemplos: encontros românticos como aniversário de casamento; fim de semana em família; dia do formando ou dia da noiva.

Agora que você já sabe mais sobre essa tendência que é uma super oportunidade, conta para a gente aqui nos comentários se a ideia do Staycation conquistou você e se o seu estabelecimento se encaixa no conceito!

Você também pode gostar de conferir Parceria com agências de turismo local: uma ótima opção para seu hotel

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Continue aprendendo

Suporte

Atendimento de segunda à sexta-feira das 09h00 às 12h00 e 13h30 às 18h00.
Copyright © Hospedin - Todos os direitos reservados
Ao usar o Hospedin, você concorda com nossa Política de Cookies.