Roupa de cama para hotel: dicas e cuidados necessários

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Quem nunca aguardou ansiosamente a data de uma reserva para aproveitar todo o conforto que o hotel oferece?

Entrar no quarto, sentir o aroma especial do espaço e ser recebido com uma cama bem aconchegante, pode ser um momento esperado por muitos viajantes.

E não importa se eles estão a passeio, a trabalho ou precisam apenas pernoitar: o conforto é fundamental para deixar seus hóspedes satisfeitos.

E uma das formas de bem recebê-los é caprichando na escolha da roupa de cama para hotel.

Além da escolha correta dos itens que irão compor o enxoval do seu meio de hospedagem, existem alguns cuidados que precisam ser levados em conta para garantir a qualidade e a durabilidade da roupa de cama.

Neste post preparamos algumas dicas para te ajudar a entender mais sobre este assunto. Que tal continuar a leitura para conferir?

Itens que compõe a roupa de cama para hotel

A primeira coisa a se saber é quais são os itens que compõe a roupa de cama para hotel:

  • Protetores de colchão
  • Lençóis
  • Travesseiros
  • Protetores de travesseiros
  • Fronhas
  • Cobreleito
  • Colcha
  • Edredons e cobertores
  • Capas de edredons
  • Saia de cama (em alguns estabelecimentos)

A quantidade de cada item vai depender do número de camas e quartos que seu hotel possui. Também faz parte do enxoval hoteleiro, toalhas de banho, rosto, mãos e piso.

Vale lembrar que é importante sempre ter itens extras no armário, como travesseiros e cobertores. Assim, caso o hóspede sinta necessidade, não precisará solicitar.

Ao entrar no quarto do hotel, o hóspede tem contato direto com todas essas peças, e por isso, precisam estar cheirosas, limpas, sem manchas, passadas, e ainda ter aquele toque macio e aveludado.

E para garantir tudo isso, cada detalhe conta.

Leia também: Como classificar os quartos do seu hotel 

Qualidade x preço

Muitas vezes o preço é um dos principais fatores que influenciam na compra da roupa de cama para hotel.

Engana-se quem acredita que apenas os itens caros são os de melhor qualidade. Sim, é possível encontrar boas fronhas e lençóis a preços acessíveis, basta fazer pesquisas de mercado!

Ao escolher essas peças, atente-se primeiramente as características dos materiais, como a quantidade de fios, por exemplo.

Invista em lençóis 100% algodão, de preferência Percal – tecido formado por trama (vertical) e urdume (horizontal) – ou feitos de tecidos mistos, como 50% algodão e 50% poliéster em mistura íntima.

Eles também podem ser uma boa opção para proporcionar conforto ao hóspede. Lembre-se ainda que existem lençóis com e sem elástico – escolha o mais adequado para o seu estabelecimento.

Essas peças sofrem constantemente com as lavagens industriais, por isso, ao apostar em peças de qualidade e resistentes, não há necessidade de comprar novos itens com frequência.

Dessa forma, o orçamento do seu hotel não fica comprometido.

Branco ou colorido?

Imagine comprar um jogo de lençol azul marinho, um verde e um vermelho. Após inúmeras lavagens, será que as cores serão as mesmas?

Esse é apenas um dos motivos pelos quais a cor branca é a mais indicada na roupa de cama para hotel.

Além de não desbotar, ela remete a um ambiente higiênico, e torna os espaços neutros e padronizados.

Lembre-se da composição do ambiente: peças brancas podem ser combinadas com os demais elementos de decoração do quarto.

Além disso, caso tenha eventuais problemas – como manchas que não saem – elas podem ser facilmente repostas, já que são encontradas em várias lojas especializadas em roupa de cama para hotel.

Atente-se aos tamanhos

Da mesma forma que nossas roupas precisam ter um bom caimento no nosso corpo, a roupa de cama para hotel deve ser adequada para cada tipo de cama.

Imagine um travesseiro com uma fronha menor? Ou um colchão queen size com um lençol feito para king size?

Com as peças no tamanho certo, além de uma cama mais confortável para o hóspede, a apresentação do espaço fica muito mais harmônica, e ainda facilita o momento da arrumação.

Parece bobagem, mas por um breve descuido pode-se acabar comprando itens com tamanhos diferentes da necessidade de suas camas. Por isso, todo cuidado é pouco!

Não compre as cegas

Nem sempre o responsável pelas compras tem a percepção ao toque e a gramatura da roupa de cama para hotel.

Ao comprar pela primeira vez um produto desconhecido, por exemplo, o mais indicado é optar por pequenas quantidades, e assim realizar testes desde a primeira etapa do processo: a lavagem.

Só após passar pelo encolhimento, descoloração e demais procedimentos é que o produto deve ser validado como adequado ou não para o seu estabelecimento.

Não se esqueça que da mesma forma que um restaurante precisa ter o controle sob os insumos recebidos dos fornecedores, o hotel precisa ter um profissional para checar se tudo o que recebeu confere com o pedido.

Se foi feita uma compra de lençóis com 200 fios, mas o recebido foi 180 fios, isso precisará ser corrigido.

Escute quem entende do assunto

Consultar a governanta, profissional que lida diariamente com as peças, e pedir orientações sobre os tipos de enxoval e qual mais se adequa ao estabelecimento, é uma excelente saída para não ter erros nas compras.

Certifique-se com ela se a lavagem está sendo realizada corretamente, e quais produtos deverão ser utilizados para não danificar as peças.

Leia também: Governanta de Hotel: Funções e qualidades

Faça rodízio das peças

Uma dica que ajuda na preservação dos itens de roupa de cama é fazer um sistema de rodízio, ou seja, ao invés de utilizar o enxoval que acabou de chegar da lavanderia, optar por outro.

Dessa forma, você consegue uma completa regeneração das fibras dos tecidos, aumentando a vida útil da sua roupa de cama para hotel.

Armazene corretamente

De nada adianta investir em boas peças de cama se a manutenção não for adequada.

Por isso, guarde-as em lugares secos e arejados para que não fiquem com mofo, e de preferência longe de produtos químicos (a fim de evitar odores).

Também reduza o manuseio para evitar contaminações nas peças.

Alguns hotéis, mirando na economia de recursos naturais, implantaram o sistema de reuso de toalhas.

Pode ser uma boa alternativa para o seu estabelecimento também!

Faça a contagem do que é seu

Se você terceiriza a lavagem e higienização das peças, é fundamental que as camareiras contem a quantidade de itens e registrem as retiradas de cada quarto.

Assim que devolvidas limpas, uma nova contagem das roupas de cama para hotel deve ser realizada a afim de conferir se tudo está de volta.

Dessa forma, evita-se furtos e extravios, além de manter o controle dos itens do hotel.

Alguns estabelecimentos optam por fazer um inventário mensal, o que pode ser demorado e envolver muitas pessoas.

Porém hoje em dia o mercado já conta com algumas ferramentas tecnológicas para facilitar este trabalho, como chips de identificação implantados nas peças.

Novos procedimentos em função do Covid-19

Desde o surgimento da pandemia do Coronavírus, tudo mudou no setor hoteleiro, principalmente os processos e cuidados higiênicos-sanitários. Isso porque no menor dos descuidos um hóspede ou colaborador pode ser contaminado. 

Assim, as roupas de cama e enxoval da sua hospedagem passam a exigir novos procedimentos, principalmente no que diz respeito à retirada e lavagem, conforme Protocolo para quarentena de Viajantes em Hotéis disponibilizado pela Anvisa.

Confira as principais orientações relacionadas às roupas de cama e roupas pessoais de hóspedes:

  •  Devem ser designados profissionais específicos para realização desta atividade.
  • O profissional designado para a realização da retirada ou troca da roupa de cama deverá utilizar os seguintes Equipamentos de Proteção Individual: luvas de procedimento, óculos, avental e máscara cirúrgica.
  • Preferencialmente a troca de roupa de cama deve ser realizada pelo próprio viajante. Em caso de impossibilidade física, será realizada pelo profissional designado conforme anterior.
  • Na retirada da roupa de cama deve haver o mínimo de agitação e manuseio.
  • A lavanderia deve recolher e trocar as roupas sujas (cama e uso pessoal), no mínimo, 2 vezes por semana. As roupas pessoais devem ser embaladas em sacos específicos e identificadas com o nome do viajante.
  • O hotel pode realizar a lavagem das roupas de cama e pessoais no estabelecimento, se houver serviço de lavanderia disponível. A roupa suja de uma pessoa doente pode ser lavada com os itens de outras pessoas.
  • A máquina de lavar deve ser programada para utilizar o ciclo de lavagem com água em temperatura mais quente e o secador na configuração mais alta. É recomendado o uso de desinfetante a base de cloro ou álcool.
  • As roupas (cama e uso pessoal) dos viajantes em isolamento devem ser lavadas separadamente das demais. 
  • Os carrinhos ou equipamentos utilizados no transporte da roupa suja, até a lavanderia, devem ser limpos e desinfetados após cada uso.
  • Caso seja contratada lavanderia externa, ela deve ser informada dos procedimentos de quarentena que estão sendo adotados pelo hotel e criar um fluxo diferenciado para as roupas recolhidas dos quartos em quarentena.
  • Não estocar roupa suja e lavar imediatamente, à temperatura mais alta que puder suportar. Se não puder ser lavada “a quente”, lavar com desinfetante apropriado;
  •  Na ausência de máquina de lavar ou lavanderia própria, colocar as roupas em um saco impermeável fechado, e levá-lo a uma lavanderia terceirizada para lavagem imediata;

Além disso, é importante que para garantir a saúde dos colaboradores e de suas famílias, os uniformes sejam lavados na lavanderia do hotel, e não levados para casa. 

Por fim, caso o serviço de lavanderia seja terceirizado, procure acompanhar o processo de perto. Conheça os recursos utilizados pela empresa e certifique-se de que os produtos e o modo de secagem são compatíveis com o protocolo de higienização recomendado pela Anvisa.

Lembre-se, uma vez que roupas de cama e banho são itens de uso comum, atente e reforce para seu time a  importância de seguir os procedimentos de lavagem e cuidados com as roupas de cama, aderindo processos mais rigorosos para essas limpezas. 

Baixe grátis: Cartilha de Protocolos do Covid-19

As roupas de cama, entre outros itens do enxoval do seu hotel, devem mostrar o capricho que o estabelecimento tem em oferecer aos hóspedes uma estadia confortável e aconchegante.

Apesar de parecer uma tarefa simples, ter uma rotina para cuidar desses itens exige atenção e cuidados especiais.

Afinal, são essas peças que estarão em contato direto com cada pessoa que visita seu estabelecimento, influenciando e muito na experiência de cada estadia.

E você hoteleiro, tem alguma dica sobre cuidados com a roupa de cama para hotel? Compartilhe suas experiências com a gente!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×
Share: