Tarifa dinâmica na hotelaria: entenda o que é essa estratégia

Tarifa dinâmica na hotelaria: entenda o que é essa estratégia

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Gerir um meio de hospedagem é um processo dinâmico por si só. Os processos que antes eram executados da mesma forma por anos a fio, hoje em dia precisam ser revistos constantemente. Com a precificação das diárias não é diferente e por este motivo, vamos falar sobre tarifa dinâmica no artigo de hoje.

Com hóspedes conectados e imprevisíveis, o desafio de vender mais e melhor fica provocativo.

A partir disso, nasce um hoteleiro que precisa conhecer profundamente sua estrutura de preços, trabalhar com antecedência e ser ágil ao responder às demandas do mercado.

Por mais que isso pareça complicado, a boa notícia é que muitos gerentes hoteleiros têm conseguido aplicar a estratégia de tarifa dinâmica no seu hotel. Demonstrando que estudo e dedicação são suficientes para aumentar o faturamento da empresa.

Se este é um assunto que interessa a você, continue conosco até o final da leitura.

Neste artigo vamos esclarecer o que é a estratégia de tarifa dinâmica, como elaborar a sua e o que fazer para colocar em prática no dia a dia do hotel.

Vamos conferir?

O que é a estratégia de tarifa dinâmica?

De segunda a quinta, valor X.
De sexta a domingo, valor Y.
De março a junho, valor W.

A estrutura de preços acima é bastante utilizada entre os gestores de meios de hospedagem. Contudo, é importante saber que ela não se trata de uma estratégia de tarifa dinâmica.

Vamos explicar porque.

O surgimento das OTAs “bagunçou” a visão que os hoteleiros costumavam ter da sua sazonalidade. Para ser competitivo nos dias de hoje é preciso ser ágil e estratégico nas respostas ao mercado.

Ao adotar uma estratégia de tarifa dinâmica o hoteleiro pode vender as disponibilidades com base na demanda do dia. Ou seja, o preço da diária pode variar durante o mesmo dia.

Sendo assim, a demanda, ou a taxa de ocupação, é quem dita as regras do preço de venda.

A estratégia de tarifa dinâmica está totalmente alinhada com a metodologia de Revenue Management, vendendo as UHs pelo melhor preço ou pelo preço que arque com os custos do hotel, no mínimo.

Para adotar uma estratégia de tarifa dinâmica é necessário ser conhecedor e gostar de trabalhar com os números da empresa. O hoteleiro precisa dominar os custos do hotel, para que o preço chegue ao ponto de equilíbrio, e, também, ter noção exata da margem de lucros desejada.

Desta forma, o hoteleiro terá condições de elaborar um conjunto de diárias levando em conta algumas variáveis, para então, aplicar uma estratégia de tarifa dinâmica no dia a dia do hotel aumentando suas vendas.

3 passos para elaborar a sua tarifa dinâmica

Aplicar a estratégia de tarifa dinâmica tem diversas vantagens. Dentre elas podemos destacar:

  • Aumento das vendas ao oferecer preços de acordo com a demanda;
  • Clareza sobre a margem de lucros ao dar descontos;
  • Flexibilidade para fechar a reserva;
  • Conhecimento apurado dos custos do hotel.

Diante disso, elencamos 3 passos para que você possa elaborar a sua estratégia de tarifa dinâmica. Veja:

Passo 1) Calcular a sua tarifa base

O primeiro passo é justamente definir a sua tarifa base (conhecida como tarifa BAR – “best available rate”), aquela que ao ser aplicada estará pagando, ao menos, os custos do hotel e lhe rendendo a margem de lucros desejada.

Para calcular o preço da sua diária base, indicamos o uso da fórmula Hubbart.

Nela são considerados todos os custos e investimentos do hotel. Na sequência é necessário acrescentar a margem de lucros desejada.

Você também pode gostar de ler: Como calcular a diária do seu hotel ou pousada

Passo 2) Definir o allotment

Ter clareza sobre a distribuição das disponibilidades (allotment) é extremamente importante para se ter um resultado satisfatório com as tarifas dinâmicas.

Alguns hoteleiros optam por distribuir suas Uhs nos canais que trazem mais hóspedes, o que pode significar mais vendas. Contudo, muitos ignoram as proporcionalidades dos custos acreditando que 80% de ocupação seria o ideal enquanto que seus custos já seriam pagos com 35 ou 40% de ocupação.

Desta forma, é preciso dominar a estrutura de preços de diárias em cada canal de venda, optando por aqueles que são verdadeiramente estratégicos para o hotel.

Passo 3) Determinar a sua dinâmica de preços

Por último e não menos importante, é preciso determinar a dinâmica de preços.

Comumente se trabalha com uma dinâmica de preços a exemplo da imagem abaixo:

tarifa-dinamica

Assim sendo, a estrutura de preços dinâmica é embasada em custos, margem de lucros e distribuição. Ela nunca deve ser utilizada sem que sejam feitas essas análises.

Após definir a sua estratégia de tarifa dinâmica comunique sua equipe hoteleira para que todos possam praticá-la sabendo do que se trata.

Como colocar a tarifa dinâmica em prática no seu hotel

Como você pôde perceber, definir uma estratégia de tarifas dinâmicas não é algo complicado. Entretanto, necessita investir tempo e dedicação.

Além disso, o hoteleiro pode (e deve) contar com a ajuda de sistemas para hotelaria a exemplo do PMS – Property Management Suite – e do Channel Manager para fazer a gestão das tarifas dinâmicas, uma vez que estão definidas.

A oscilação das tarifas durante o mesmo dia pode ser constante e somente com o apoio de sistemas de gestão hoteleira se torna mais fácil de gerenciá-las.

O Channel Manager, por exemplo, atualiza as disponibilidades e envia as informações das reservas diretamente para o PMS, onde se gerencia todos os outros canais que não são as OTAS.

Sendo assim, as suas tarifas dinâmicas precisam estar cadastradas nos sistemas que vier a utilizar no hotel, minimizando a chance de erro no momento da venda.

Uma boa estratégia ou não?

Se você chegou até esse ponto da leitura, deve estar se perguntando: “Será que a estratégia de tarifa dinâmica é boa para o meu negócio?”

E a resposta para esta pergunta é relativa.

Isso porque, vai depender do seu interesse em investir tempo para destrinchar a estrutura de custos e preços do seu hotel. Ela pode ser mais complexa dependendo do tamanho do seu negócio.

No entanto, os hoteleiros sentem a necessidade de acompanhar o crescimento e a profissionalização do mercado e isso inclui, ter estruturas de preços diferenciadas que atendam às rápidas mudanças da demanda.

Sendo assim, só você pode definir se essa é uma boa estratégia (ou não) para o seu negócio.

Se deseja vender mais, vale a pena investir tempo para definir a sua.

Leia também: Diárias fracionadas: vantagens e desvantagens para seu hotel

Antes de ir embora, conta pra gente aqui nos comentários abaixo, qual é a sua experiência com as tarifas dinâmicas.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×
Share: