plano-de-negocio-para-pousada

Plano de negócio para pousada: dicas e modelo para montar o seu

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Voar de avião se tornou uma prática muito comum nos dias de hoje. No entanto a maioria dos passageiros não faz ideia de que, para decolar o piloto precisa de um plano de vôo super detalhado. Isso porque, não se pode alcançar as nuvens sem antes analisar tudo que é necessário para pousar em segurança. Está aí um bom motivo pelo qual o hoteleiro precisa ter um plano de negócio para pousada: decolar e voar com segurança.

Procurando um modelo de Plano de Negócio para Pousada?
Clique aqui e faça download grátis de um modelo exclusivo.

A gente sabe que montar ou arrendar uma pousada é uma iniciativa que, em muitos casos, parte de um sonho ou de uma oportunidade que “parece ser muito boa”. E as vezes é mesmo!

No entanto, nada substitui a necessidade de um plano de negócio para pousada. Pois se o hoteleiro decolar sem esse conhecimento corre o risco de não saber o que fazer, caso aconteça algum imprevisto ao longo da jornada no mercado de hotelaria e turismo.

Se você chegou até aqui, certamente tem interesse em se tornar pousadeiro ou melhorar as condições da sua pousada. E sabe também que o plano de negócio para pousada é peça chave neste processo.

Sendo assim, continua comigo nesta leitura pois você compreenderá o que é um plano de negócio e o que deve conter neste documento, além de poder fazer o download gratuito de um modelo exclusivo..

Vamos lá?

O que é um plano de negócio para Pousada

O plano de negócio para pousada é um documento que contém todas as informações necessárias para que se possa fazer uma análise de viabilidade, ou seja, para se chegar a uma conclusão sobre o poder de retorno do estabelecimento e em quanto tempo isso acontecerá.

Este documento deve conter itens como: necessidade de recursos financeiros, estrutura física da pousada, equipe hoteleira, legislação hoteleira, entre outros que falaremos a seguir.

Ainda que o desejo ou sonho de montar uma pousada seja a menina dos olhos do hoteleiro, assim como todo tipo de negócio, é preciso colocar os prós e contras na balança antes de tomar uma decisão. O investimento inicial em uma pousada costuma ser alto, isso sem considerar o valor mensal necessário para mantê-la funcionando.

O papel do plano de negócio para pousada é justamente esse: esclarecer sobre as necessidades financeiras e básicas do estabelecimento. Desde a sua abertura até o capital de giro que será preciso para financiar o funcionamento mês a mês.

Ao decidir abrir um negócio, o empresário está assumindo uma série de riscos. Desta forma, é melhor que os assuma de forma clara e documentada, do que ser pego de surpresa ao longo do caminho.

Bem como todo tipo de planejamento ou projeto de viabilidade, o plano de negócio para pousada não é um documento escrito em pedra, ou seja, imutável. Pelo contrário, ele deve ser como um norteador do melhor caminho a seguir. Com isso, o hoteleiro pode e deve mudá-lo sempre que for interessante para a empresa, até porque o mundo muda o tempo todo.

Agora que já sabemos o que é um plano de negócio para pousada, vamos aos detalhes do que precisa constar neste documento.

O que você deve considerar ao fazer o seu plano de negócio

O plano de negócio deve abranger todas as informações consideradas importantes pelo hoteleiro e que facilitem a sua tomada de decisão. Apesar de não existir uma fórmula pronta e padrão, existem alguns itens que precisam ser contemplados no plano. Veja abaixo:

1) Mercado e tendências

Procure estudar sobre o tamanho do mercado de turismo e hotelaria. Levante números como por exemplo: quantidade de estabelecimentos existentes no país, na região e na cidade que você pretende a sua pousada; número de hóspedes; valor médio gasto por eles; intenção de viagens e etc.

Com essas informações será possível projetar um faturamento para a pousada a médio e longo prazo.

2) Perfil da pousada e do hóspede

Junto com o perfil da pousada, você precisa definir o perfil do hóspede. Ter clareza sobre isso faz com que você chegue mais perto na projeção de faturamento. Analise perguntas do tipo:

  • Sua pousada fica na praia ou na serra? Ou em que tipo de região?
  • Quais serviços e produtos pretende oferecer? Como vai agregar a receita?
  • Como será classificada a sua pousada?
  • Seus hóspedes são reservados? Culturais? Sociáveis?
  • São jovens? De terceira idade?

 

Explore todas as questões relacionadas ao perfil da pousada e do hóspede e registre no plano de negócios.

3) Localização e estrutura da pousada

Tenha clareza sobre o tamanho da pousada que pretender abrir, assim como, as ampliações que planeja fazer posteriormente. Além disso, analise o local para identificar se existem estradas de fácil acesso, escoamento de água da chuva, calçamento, espaço para estacionamento, movimentação ou sossego e etc.

Mas porque você precisa analisar o localização da pousada? Vamos imaginar que sua pousada ficará em um lugar mais reservado no meio da natureza. Neste caso você precisará investir em uma boa comunicação visual para as pessoas possam chegar até ela sem dificuldades, certo? Esse custo deve entrar no plano de negócio.

Em se falando de estrutura física, liste todos os equipamentos, materiais e itens necessários para colocar a pousada em funcionamento. Visto que, queremos ser pegos de surpresa na hora de investir os recursos financeiros para montar a pousada.

4) Legislação e impostos

Busque conhecer e listar todos os impostos que incidirão sobre o seu negócio e com base nisso faça uma estimativa de custos. O porte da pousada vai determinar seu enquadramento quanto empresa e com isso a alíquota dos impostos pode variar.

Além das tributações, você precisa conhecer as leis que regem esse tipo de negócio. Esse conhecimento pode ser decisório na hora de montar uma pousada.

Para não ficar com dúvidas sobre a legislação e os impostos peça ajuda a um contador.

5) Recursos Financeiros

Deixamos por último um dos pontos mais importantes do plano de negócio para pousada: o levantamento dos recursos financeiros. E neste caso você tem dois grupos para trabalhar: os recursos para a construção da pousada e os recursos para a manutenção do estabelecimento.

No primeiro grupo, você precisa listar todo o investimento necessário para deixar a pousada pronta para funcionamento. Procure não deixar nada de fora, pois só assim terá uma visão clara quanto ao retorno do investimento.

No segundo grupo, procure listar todos os custos operacionais mensais para manter a pousada funcionando. Não esqueça do seu pró-labore, afinal a pousada precisa retornar financeiramente o trabalho do hoteleiro.

Uma vez que você tem essas informações em mãos será possível fazer uma avaliação dos investimentos versus a projeção de faturamento, para assim, calcular o tarifário ideal, e identificar em quanto tempo a pousada retornará o valor investido.

Leia também: Como calcular a diária do seu hotel ou pousada

Modelo de Plano de negócio para pousada

Se você chegou até este momento da leitura, pode estar pensando: “Como vou fazer tudo isso?”

E eu tenho uma boa notícia! Pensando em ajudar nesta missão, nós preparamos uma planilha com um plano de negócios para pousada para que você possa fazer o download e começar a pensar na viabilidade do seu negócio hoje mesmo.

Para baixar, é só clicar no link a seguir:

Plano de negócio para pousada – Download

Riscos do negócio

Todo tipo de negócio tem suas recompensas e seus riscos. E como já falamos anteriormente, o principal papel do plano de negócio para pousada é identificar tais riscos para que o hoteleiro possa tomar a decisão de eliminá-los, mitigá-los ou até mesmo, aceitá-los.

Ter clareza sobre os riscos do mercado aumenta o poder de reação do hoteleiro, que não será pego de surpresa por não conhecer o seu negócio a fundo. Ou ainda, ter que “aprender na dor” com situações que poderiam ser prevenidas.

Listamos abaixo alguns dos principais riscos do ramo de turismo e hotelaria:

  • Sazonalidade, período em que existe a baixa demanda;
  • Alto custo para aquisição e manutenção de móveis, equipamentos e estrutura;
  • Mão de obra desqualificada;
  • Despesas fixas elevadas;
  • Concorrência acirrada das grandes redes hoteleiras;
  • Competição forte sobre preços e descontos;
  • Falta de capital de giro para manter o funcionamento saudável da pousada;
  • Dependência com relação a localização da pousada.

 

Considere os itens acima e todos os outros relacionados aos riscos do seu estabelecimento em particular, para elaborar o plano de negócio da sua pousada.

Para voar alto, tenha um plano

Na aviação é impossível levantar voo sem um plano, isso porque os passageiros podem correr grandes riscos. Por que seria diferente no mundo dos negócios?

Um requisito importante para que você decida se vai alçar voo (ou não) é ter um plano de negócio detalhado em mãos.

Ao decidir por abrir uma pousada inicia-se um segundo momento da sua vida de hoteleiro, pois com isso você passa a ser o gestor de uma empresa e não vai trabalhar somente com os hóspedes, mas sim, com gestão financeira, gestão de pessoas, compras, marketing, comercial e outras áreas administrativas importantes para o bom funcionamento de um negócio.

Deste modo, para voar alto é preciso ter um plano e agora que você já tem as informações suficientes para fazer o seu, mãos a obra!

Gostou das dicas? Conta pra gente nos comentários abaixo = )

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×
Share:
Mais em Administração Hoteleira
Pesquisa de satisfação de hotel: por que , quando e como fazer?

Saber o que o cliente pensa sobre seu hotel ou sobre a estadia dele, é imprescindível para o...

Fechar