hotelaria-independente

Hotelaria independente: principais desafios e vantagens competitivas

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Para quem vive no mundo hoteleiro é fundamental compreender a existência, a dinâmica e as necessidades da hotelaria independente. Isso porque a fatia que ela contempla no mercado não é pequena, cerca de 70% dos meios de hospedagem no Brasil são de hotéis familiares.

Isso é motivo de muita admiração dentro do setor hoteleiro, pois a concorrência com as redes de hotéis nacionais ou internacionais é bastante acirrada. 

E quando dizemos que os proprietários da hotelaria independente devem ser ovacionados é porque a garra e o empreendedorismo estão presentes fortemente na vida dessas pessoas.

A força da hotelaria independente não pode ser negada, mas os desafios que enfrenta para se manter ativa também não. 

Assim, diante da importância do assunto, fizemos esse artigo para mostrar a diferença da Hotelaria independente para a hotelaria de rede, quais os desafios da hotelaria independente, se existem vantagens na hotelaria independente e, por fim, dar dicas de como se manter competitivo sendo um hoteleiro independente.

Segue nessa leitura porque o conteúdo está maravilhoso! É muita informação de qualidade para te ajudar no entendimento do assunto.

O que é hotelaria independente e hotelaria de rede

Primeiramente, quando se fala em redes de hotelaria deve-se saber que são grupos que administram seus próprios hotéis ou outros que são arrendados. 

A marca desse tipo de hospedagem é seguir os padrões de qualidade nos serviços oferecidos e até na estrutura do espaço indicados pelo grupo.

A hotelaria de rede também precisa pagar taxas de administração a um “dono”. 

Possui vantagens como viabilizar importantes ganhos de escala para os hotéis, como redução de custos e promoção da marca. Primam por um ambiente mais profissional que o hotel independente. 

Só que a padronização pode ser uma vantagem para a garantia de qualidade como uma desvantagem no que tange a liberdade, pois na hotelaria de rede não se cria e não se pensa em diferenciais que não sejam vindos da hierarquia, ou seja, da organização vertical. 

É notório também que as grandes cadeias de hotéis praticamente dominam o setor.

Confira: OYO Hotel: quem é esse novo concorrente hoteleiro?

Sobre a hotelaria independente vê-se que, em geral, é um empreendimento com uma unidade apenas, e não associado a uma rede hoteleira. Também, no geral, é administrado por famílias. 

O fato de serem independentes traz autonomia para encontrar caminhos inovadores e criativos para atender às necessidades de organizadores de eventos, por exemplo, pois não seguem os rígidos padrões de atendimento e conduta das grandes redes da indústria hoteleira.

Na hotelaria independente as coisas funcionam naquele âmbito micro mesmo, pois não há o apoio das grandes redes, ou seja, os hoteleiros precisam realizar a sua gestão e enfrentar a concorrência no setor. 

O caminho pode ser solitário, mas existem muitas vantagens em escolher ser dessa forma. Também, é fato, que as grandes redes hoteleiras são grandes concorrentes entre si, já na hotelaria independente há até uma certa cumplicidade existente.

Vantagens da hotelaria independente

Ser um hoteleiro independente e possuir um estabelecimento assim tem um quê de glamour, mas não é só isso, tem também algumas vantagens vistas, sentidas e aproveitadas pelos hóspedes que são um chamariz e que merecem destaque.

1- Hospitalidade latente

Essa característica é própria da hotelaria independente, pois ali a equipe pode se comunicar de pertinho com o hóspede e atender as demandas de cada um.  Isso agrada o hóspede, pois percebe uma equipe de trabalho feliz em recebê-lo e em dar dicas sobre a cidade.

Leia também: Como se tornar um mestre na arte da hospitalidade

2- Diminuição de burocracia

O viajante deseja não perder tempo com tanta burocracia e nesse ponto a hotelaria independente consegue fazê-lo feliz. É comum no setor diminuir a burocracia das reservas e dos procedimentos de check-in e check-out.

3- Serviços exclusivos

O primeiro de todos é o atendimento personalizado, como na hotelaria independente os hóspedes são em menor quantidade, é possível serem chamados pelo nome. Também pela possibilidade de conhecer cada hóspede, os mimos que o hotel seleciona para cativar são bastante criativos. E, acima de tudo, disponibilidade e agilidade para responder as críticas e solicitações dos hóspedes.

Solte o play:

4- Tomada de decisão rápida

Por não se reportar às grandes redes de hotelaria, a hotelaria independente consegue ser rápida em suas resoluções diárias.  Qual cliente não se satisfaz com uma situação pendente resolvida rapidamente, não é mesmo?!

5- Cultivo da identidade própria

Essa é uma vantagem bem interessante, pois faz com que o hóspede leve consigo as melhores memórias do local de hospedagem

Esse posicionamento atrai um público ávido por experiências únicas. 

O fato de não precisar seguir a padronização da hotelaria de rede permite à hotelaria independente divulgar seus valores, belezas e serviços por meio da publicação de conteúdos em várias mídias sociais

Assim, o viajante pode escolher qual experiência deseja viver.

Desafios da hotelaria independente

É claro que no setor existem enormes desafios, principalmente quando nos lembramos de que recentemente estamos saindo de uma pandemia. 

Saiba mais Jornada do cliente na hotelaria: o que muda depois de uma pandemia?

Nesse caso, a hotelaria independente sofre mais que a hotelaria em rede. Tudo isso por causa do tamanho dos investimentos que cercam uma e outra.

A falta de promoção de uma marca, investimento em distribuição, captação e manutenção de talentos, são desafios que as grandes redes não possuem, visto o seu tamanho e notoriedade. 

Mas a hotelaria independente conhece de perto esses desafios.

Do mesmo modo, acompanhar o surgimento das novas tecnologias, as mudanças no mercado podem se tornar obstáculos para a hotelaria independente. 

No entanto, pode ser muito grave se o gerenciamento não for realizado da forma correta.

Confira –  Administração e gestão hoteleira: o que você está fazendo errado neste momento?

Um desafio que não pode ser transposto, mas sim ser aceito e buscar viver em harmonia é a plataforma Airbnb

Essa inovação tecnológica é um conceito extremamente voraz e ainda por cima não tem gastos com tributos e leis trabalhistas. Isso o torna mais barato e atrativo para os viajantes

Os hóspedes que gostam dos pequenos hotéis agora estão querendo lugares com menos pessoas ou até pequenas casas, mesmo que isso possa lhes custar a segurança.

Ainda assim, para o momento atual, se reerguer após a pandemia, em uma crise econômica, é o desafio maior. 

Infelizmente alguns meios de hospedagem independentes ainda estão fechados. 

Nesse momento é fundamental buscar crédito para retomada das atividades e alcance de modernidades.  

É preciso incrementar o capital de giro e deve-se fazer isso procurando por entidades governamentais que contemplem uma linha de financiamento específica, com prazo dilatado para iniciar o pagamento, em no mínimo 02 anos.

Saiba mais – Margem de lucro reduzida: como trabalhar com essa nova realidade?

Como se manter competitivo sendo um hoteleiro independente

Um hoteleiro independente precisa saber se colocar no mercado de forma competitiva, ele vai buscar as características que permitem ter bons resultados face à concorrência. 

Isso é o que vai garantir a sua sobrevivência em meio às grandes redes.

De antemão, na hotelaria independente não se pode estagnar no tempo, é preciso acompanhar as tendências do mercado. 

Se a moda agora é buscar por acomodações alternativas, não desmereça oAirbnb e vá conhecer a plataforma, pois ela dá a possibilidade dos hoteleiros utilizarem a plataforma e acessar um perfil de tráfego diferente dos que já são conhecidos.

Outra informação relevante é que os estudos apontam que a retomada do turismo será doméstica, e a demanda para esse tipo de hotel é muito grande, por oferecer uma tarifa mais em conta. 

Por isso, foque nesta dicas abaixo, se mantenha ativo e forte no mercado atual:

8 dicas para a hotelaria independente se manter competitiva

  1. Estabeleça parcerias com outros empreendimentos, isso quer dizer que é possível contatar hoteleiros independentes de outras cidades e criar um programa de fidelidade ou outro serviço que possa beneficiar a ambos;
  2. Invista em qualificação contínua de toda a equipe e mantenha-os engajados no atendimento. As necessidades dos hóspedes bem atendidas são um grande diferencial para o tipo de hotel de que falamos;
  3. Nunca se esqueça do seu concorrente de rede, acompanhe-o e tome as suas decisões baseadas em dados reais.
  4.  Procure profissionais que saibam implementar as novidades tecnológicas no seu hotel, caso possa, faça-o você mesmo. Isso traz economia;
  5. Estude marketing digital, assim você pode promover a sua marca na internet, blogs e redes sociais. Mas não se esqueça de manter todos os canais de atendimento disponíveis e atualizados;
  6. Faça uma boa gestão dos canais de venda (como as OTAs) da sua empresa para maximizar as receitas.
  7. Ofereça aos hóspedes benefícios e serviços personalizados de acordo com suas necessidades. Torne-se inesquecível para ele.
  8. Esteja atento aos sites de avaliações e reclamações e responda prontamente a uma dúvida ou crítica. Mostre que é assertivo e interessado na evolução da sua hospedagem.

E então, acredita que a hotelaria independente é um caminho viável para você? Deixe sua opinião ou compartilhe sua experiência de hoteleiro independente aqui nos comentários! Teremos imenso prazer em interagir sobre esse assunto.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×
Share: